Seguidores

Radio Toques de Aruanda http://www.radiotoquesdearuanda.com.br/

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Projeto de Lei n° 3/15, de autoria do nobre Vereador José Farid Zaine, que inclui a Caminhada Contra a Intolerância Religiosa no calendário oficial de eventos do Município de Limeira S/P



Meus irmãos,
Próxima segunda-feira, dia 02 de Março, à partir das 18:00hs, convido todos os irmãos umbandistas, candomblecistas, juremeiros, espíritas, seicho-no-ie, budistas, católicos, evangélicos, muçulmanos, enfim, toda a comunidade religiosa e não-religiosa (nossos irmãos ateus e agnósticos) a participarem da sessão na Câmara Municipal de Limeira, onde irá a votação o item III – Projeto de Lei n° 3/15, de autoria do nobre Vereador José Farid Zaine, que inclui a Caminhad...a Contra a Intolerância Religiosa no calendário oficial de eventos do Município e dá outras providências.
- Inclui a Caminhada Contra a Intolerância Religiosa no calendário oficial de eventos, a ser celebrada sempre no último domingo do mês de janeiro.
Vamos participar e apoiar esse importante evento que acontece há dois anos em nossa cidade, em parceria com a Escola Legislativa Limeira e marca a luta contra a intolerância religiosa, baseado na Lei Federal nº 11.635/2007 - Dia de Combate a Intolerância Religiosa - 21 de Janeiro!
Muito obrigado ao Nobre Vereador Prof. Farid por acreditar e apoiar nossa luta!
Contamos com o apoio dos demais nobres senhores e senhoras vereadores(as) e a aprovação do projeto!
 
III – Projeto de Lei n° 3/15, de autoria do nobre Vereador José Farid Zaine, que inclui a Caminhada Contra a Intolerância Religiosa no calendário oficial de eventos do Município e dá outras providências.
 
http://www.limeira.sp.leg.br
Luz e Bênçãos!
Saravá fraterno!
Pai Evandro
Dirigente Espiritual Umbandista

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

A Rádio Raízes de Umbanda acredita neste trabalho!


Irmão(ã), bom dia! Você que faz parte do nosso rol de amizades, que diz que admira nosso trabalho e que, assim como nós, trabalha pela religião, por favor, ajude-nos divulgando este trabalho feito por nós desde os anos 80 e que é de grande importância, pois, sendo aberto a qualquer pessoa, de graça, dá a oportunidade a muitos que não possuem condições estudar em outras instituições. Contamos com sua sincera amizade neste momento, pois não temos nenhum objetivo financeiro nisso, e sim apenas, fazer da Umbanda uma religião que tem adeptos preparados e conscientes das suas atribuiçãoes e obrigações como religiosos. Se Deus quiser, e com sua ajuda, iniciaremos novas turmas em 2015, afinal, todos sabemos que a Umbanda é quem ganha com isso!

Curso de Iniciação e Aperfeiçoamento Mediúnico
Teórico - falaremos sobre mediunidade em suas diversas manifestações
Orientador: Pai Silvio Mattos
Aulas às segundas-feiras das 21:00 às 22:30 h
Obs: não é um curso onde desenvolveremos a mediunidade das pessoas.

Curso de Cânticos de Umbanda 
Teórico e prático - aprenda cerca de 500 pontos cantados das diversas linhas e rituais específicos, suas funções e classificações
Orientador: Alabê Sandro Mattos
Aulas às terças-feiras das 21:00 às 22:30 h
Obs: não ensinaremos toques de atabaques.

Ambos os cursos são presenciais, ou seja, não damos aula à distância e não disponibilizamos o material para quem não é aluno. Aliás, o conteúdo dos cursos é disponibilizado aula a aula. Assim, quem desiste do curso perde o restante do conteúdo. Não temos interesse em vender apostilas, mas sim, em ter alunos que queiram aprender e tenha interesse em ser um umbandista melhor preparado.

Atenção: qualquer pessoa pode fazer os cursos que realmente são totalmente gratuitos, sem taxa de matrículas ou mensalidades. O início das aulas está vinculado a formação de turma mínima. Lembramos que os orientadores são voluntários e nada cobram pelo trabalho prestado.

Local dos cursos:

APEU - Associação de Pesquisas Espirituais Ubatuba
Rua Romildo Finozzi, 137 - Jardim Catarina - Z.Leste
São Paulo - SP
Fone (11) 2911-4198 / 2724-9522 
E-mail: cabocloubatuba.apeu@hotmail.com 
Você ainda pode entrar em contato através do nosso secretário Sandro Mattos em sua página do Facebook

Estamos à 10 minutos do Shopping Aricanduva, numa travessa da Av. Barreira Grande, altura do 2057, onde tem a lombada eletrônica, perto do Hospital do Jd. Iva. No blog você encontra explicações de como chegar na APEU de condução ou de carro.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

COMISSAO DE TERREIROS E RELIGIOSOS DE TERREIRO E MA DO RN

REUNIDOS CGMAF RN NA UERN ZONA NORTE PARA DEFINIR AGENDA E PAUTA ESTADUAL CONTINUIDADE DA ACAO 2015... MENBROS PRESENTES: FONSAPOTMA RN., COMISSAO DE TERREIROS E RELIGIOSOS DE TERREIRO E MA DO RN. CENERAB RN E REDE MANDACARU BRASIL E COEPPIR/SEJUC RN... ALEM DA PRESENCA DE OUTROS RELIGIOSOS E DO PROF Joao Bosco Filho UERN. AUSENCIAs JUSTIFICADAS CONSEA RN E CONAB RN...
O CGMAF RN. - COMITE GESTOR ESTADUAL MATRIZ AFRICANA DO RN... DISTRIBUICAO E CONTROLE SOCIAL JUNTO A PROGRAMA NACIONAL DE SEGURANCA ALIMENTAR E NUTRICIONAL... JUNTO A SEPPIR/MDA/MDS/CONAB...



A casa de Umbanda Pai José de Aruanda vai realiza um Bazar em prol da reforma da nossa casa de umbanda na cidade de Areia Branca R/N,

Reforma da Casa de Umbanda na cidade de Areia Branca RN

A casa de Umbanda Pai José de Aruanda vai realiza um Bazar em prol da reforma da nossa casa de umbanda na cidade de Areia Branca R/N,

Aqui você pode encontrar tudo tipo de roupa que você precisa.

Aceitamos doações para a reforma da nossa Casa de Umbanda

Endereço do bazar Rua Natal, nº10 bairro Nordeste (mutirão)

Na casa da Mãe de santo Kathia de Oxalá

Muito axé pra todos


Começamos a reforma da casa de Umbanda que fica localizada na rua Floriano Peixoto nº 79 centro de Areia Branca com o apoio da Casa de Umbanda Pai José de Aruanda que tem a frente a Mãe de Santo Kathia Cruz,
Essa casa foi fundada pelo saudoso Pedro Medeiro (Mestre Pedro) em memoria
Estamos muito feliz com mais uma conquista

Obs: essa casa tem uma Historia grandiosa na nossa cidade e no momento ela esteva fechada a mais de 15 anos.




Mariano de Xango































Pedro Medeiro (Mestre Pedro) Avo de Mariano de Xango

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Oração da Espada de São Jorge

Saudações a toda a Legião de Jorge!!!
Oração da Espada de São Jorge
Oh glorioso Guerreiro São Jorge, eu te suplico confiante que serei atendido, neste momento difícil da minha vida, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, com Vossa Espada de Luta, venha cortar todo mal e principalmente ( faça o pedido ). Com a força do teu poder de defesa, eu me coloco na proteção do teu escudo, para combater o bom combate contra todo mal ou influência negativa que estiver em meu caminho. São Jorge Cavaleiro, guiai-me. São Jorge Guerreiro, defendei-me. São Jorge Mártir, protegei-me. Amém.

Ilê Ibó ''Casa/Lugar de adoração ''


Oxaguiã é um orixá guerreiro. Sua maior luta é pela perfeição: de si mesmo, dos outros e das coisas. Odeia a preguiça, que ele considera o inimigo número um da perfeição. Da união de Oxaguiã com Iyemanjá, nasceu Ogum, orixá guerreiro como o pai. Ogum guerreia para destruir o que precisa ser renovado, enquanto Oxaguiã luta para construir o que foi destruído. Neste vai e vem de batalhas, Oxaguiã foi um dia à cidade de Ogum para buscar munição e encontrou o povo em festa. A comemoração era pelo término da construção do novo palácio do rei Ogum. Tudo parecia perfeito. Não para Oxaguiã! Ele bateu sua poderosa espada no palácio, que ruiu imediatamente. O povo ficou irado! “Tanto trabalho jogado fora, por um capricho de Oxaguiã”.
O pai de Ogum então falou: “O rei de vocês está em guerra e não voltará tão cedo. Por que entregar este palácio para ele, quando um muito melhor pode ser construído?”. Passado um tempo, Oxaguiã retornou à cidade e encontrou o palácio reconstruído. Entretanto, tudo se repetiu: O pai de Ogum destruiu o novo palácio e ordenou que o povo construísse outro, ainda mais perfeito.
Aconteceu que o dia da volta de Ogum se aproximava, só restando para Oxaguiã contentar-se com o último palácio construído, que para todos estava mais do que perfeito. De tanto reconstruírem o palácio, os moradores daquela cidade passaram a ser conhecidos como “os construtores quase perfeitos”. O povo não gostou daquele “quase” e ousou reclamar com a divindade. Oxaguiã disse: “A perfeição é como uma donzela arisca, ela se compraz em ser buscada, mas nunca permite ser encontrada e muito menos ser cultuada”.
Esse itan (estória narrada de geração para geração) fala sobre a importância da busca pela perfeição. Outro dia ouvi o seguinte comunicado: “Não basta fazer, é preciso fazer com amor”. Eu completo esse lindo comunicado, dizendo: Não basta fazer, é preciso fazer com amor, mas fazer bem feito. E ninguém faz nada bem feito se não tiver tempo. Se a preguiça é o inimigo número um da perfeição, a falta de eficiência para lidar com o tempo é o número dois. É por isso que se diz: “Quem tem tempo faz a colher e borda o cabo”.
Quem tem tempo faz arte. E a arte é uma das importantes formas de aproximação com o sagrado. Não é preciso ser artista para se fazer arte, é preciso apenas se tentar fazer as coisas da melhor maneira possível. Tanto nas coisas mais simples, como nas mais complexas; tanto nos assuntos sociais, quanto nos assuntos religiosos.
Lavar os pratos e estar atento para não deixar na pia nem um grão de arroz, de modo que a harmonia e pureza externas ajudem a harmonizar o interior de quem penetre naquele recinto, é arte. Quem me ouve ou lê o que escrevo está acostumado a ouvir a frase “estou sempre correndo atrás da perfeição”. Acontece que quanto mais eu corro atrás da perfeição, mais parece que a perfeição corre de mim. É como um gostoso jogo de “picula”, onde não tem vencido nem vencedor. E a graça consiste exatamente nisso: tentar, incansavelmente, domar essa virgem rebelde. Sim, acredito ser realmente virgem, a perfeição.
Não conheci ninguém que conseguiu casar-se com ela, apesar de não lhe faltar pretendentes. Entretanto, todos nós gostamos de crer que existem pessoas perfeitas. Gostamos de criar ídolos. Um grande risco, tanto para quem idolatra, quanto para quem é idolatrado. Parece que precisamos de ídolos para seguirmos, como se a “perfeição” (ou o axé) do outro pudesse ser por nós absorvida.
O caminho para a perfeição não é reto, ele é cheio de saliências e reentrâncias. É um caminho individual, como individual é o encontro que cada um tem com sua própria forma de construir e reconstruir seus palácios, sejam eles de areia ou de cristal. A perfeição, como o próprio nome indica, é um movimento em direção a: alguma coisa, algum lugar, alguém… Aperfeiçoar-se é simplesmente manter-se em movimento; é buscar sempre o que lhe parece faltar a cada dia, a cada momento. E é Oxaguiã o orixá que nos auxilia a manter acesa essa chama. É Oxaguiã o orixá que estimula o progresso.


Maria Stella de Azevedo Santos
Iyalorixá do Ilê Axé Opô Afonjá. 
Quinzenalmente, seus artigos são publicados em A TARDE, sempre às quartas-feiras.

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Salve o Povo Cigano


São entidades que há muito tempo trabalham na Umbanda, mas normalmente se manifestam sob domínio da linha do oriente, entre outras. Isso é possível pelo fato da energia de trabalho ser a mesma, o que muda é a forma de manipular os fluídos, uma vez que os ciganos usam uma relação material, energética, elementar e natural, assim como o povo da esquerda, enquanto que o povo do Oriente manipula esses elementos através de seu magnetismo espiritual.

Sempre se faz necessário deixar claro que uma coisa é ‘Magia do Povo Cigano’, ou ‘Magia Cigana’, e outra coisa bem diferente são as Entidades de Umbanda que se manifestam nesta linha de trabalho. Existe uma pequena semelhança somente no poder da Magia, mas suas atuações são bem diferentes, pois as Entidades de Umbanda trabalham sob domínio da Lei e dos Orixás, conhecem Magia como ninguém e, principalmente, não vendem soluções ou adivinhações.

Entre as legiões de Ciganos os nomes mais conhecidos são: Cigano Pablo, Wlademir, Ramirez, Juan, Pedrovick, Artemio, Hiago, Igor, Vitor e tantos outros. Da mesma forma temos as ciganas, como: Esmeralda, Carmem, Salomé, Carmencita, Rosita, Madalena, Yasmin, Maria Dolores, Zaira, Sunakana, Sulamita, Wlavira, Iiarin, Sarita e muitas outras também.

Os espíritos que se manifestam como Ciganos na Umbanda não trabalham a serviço do mal ou para resolver nossos problemas a qualquer custo, mas é importante saber que eles dominam a MAGIA e preservam a LIBERDADE e, tanto quanto em qualquer outra linha de trabalho da Umbanda, teremos aqueles espíritos que não agem dentro do contexto da Lei, os chamados ‘quiumbas’, que se encontram espalhados pela escuridão e a serviço das Trevas. Portanto, é imprescindível o bom nível espiritual do médium para trabalhar com essa linha para que não atraia esses tipos de espíritos pela Lei da Afinidade.

Os Ciganos usam muitas cores em seus trabalhos, mas cada Cigano tem sua cor de vibração no plano espiritual e uma outra cor de identificação. Uma das cores, a de vinculação vibracional, raramente se torna conhecida, mas a de trabalho deve sempre ser conhecida para prática votiva das velas, roupas, etc.

É muito comum os Ciganos usarem em seus trabalhos moedas antigas, fitas de todas as cores, folha de sândalo, punhal, raiz de violeta, cristal, lenços coloridos, folha de tabaco, tacho de cobre, de alumínio, cestas de vime, pedras coloridas, areia de rio, vinho, perfumes, baralho, espelho, dados, moedas, medalhas e até as próprias saias das ciganas, que são sempre muito coloridas, como grandes instrumentos magísticos de trabalho.

Os Ciganos são dotados de uma sabedoria esplendorosa, trabalham com lindos encantamentos e magias e os fazem por força de seus próprios mistérios, escolhendo datas certas em dias especiais sob a regência das diversas fases da Lua.

Gostam muito de festas e todas elas devem acontecer com bastante música, dança, frutas, todas que não levem espinhos de qualquer espécie, com jarras de vinho tinto com um pouco de mel e ainda podemos fatiar pães do tipo broa, passando em um de seus lados molho de tomate com algumas pitadas de sal ou mel. Não podemos esquecer: flores silvestres, muitas rosas, velas de todas as cores e, se possível, incenso de lótus.

Adoram fogueiras onde dançam e cantam a noite toda, aproveitando do poder das salamandras para consumir todo o negativismo e acender a chama interna de cada Ser.

Os Ciganos têm em Santa Sara Kali as orientações necessárias para o bom andamento das missões espirituais.


Salve o Povo Cigano!