Seguidores

Radio Toques de Aruanda http://www.radiotoquesdearuanda.com.br/

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

20 de Novembro Dia da Consciência Negra

podemos ser negros ou branco, de religiões e
crenças diferentes.
todos merecem respeito e oportunidades
todos mundo tem sua beleza e importância nesse mundo
somos todos iguais por dentro, e filhos de Deus!

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Abertura do VI Colóquio Sobre questões Étnicas no Nordeste Brasileiro (Mossoró R/N)


Noite Ricaaaaa!!!!!

E Assim foi a Noite de Abertura do VI Colóquio Sobre questões Étnicas no Nordeste Brasileiro.

Seguindo a Programação:
Apresentação do Estrela Da Manhã Afoxé

Conferência de Abertura: "Educação e Promoção da Igualdade Racial: Balanços e Desafios;
Expositor: Prof. Dr. Pedro Barbosa (UNESP-ARARAQUARA)
UERN~MOSSORÓ/RN

Pau E Lata Projeto
‪#‎PauELataMossoró‬
Ilê Axé Dajô Obá Ogodô
‪#‎AfoxéEstrelaDaManhã‬
‪#‎RedeDeJovensDeTerreirosdoRN‬
‪#‎IlêAxéDajôBabáElejobô‬












terça-feira, 18 de novembro de 2014

Tenda de Umbanda Pai Joaquim D´ Angola e Exu Tiriri ( Pai Evandro Fernandes )

 
 
Prestando contas à comunidade:
Como prometido, hoje entregamos os alimentos que foram arrecadados na entrada do evento 2° Dia da Umbanda em Limeira, em doação à Associação Casa da Criança Santa Terezinha de Limeira e ao Asilo João Kühl Filho de Limeira.
Muito obrigado à todos que colaboraram, esperamos que no próximo ano consigamos arrecadar ainda mais alimentos para podermos ajudar aos irmãos mais necessitados!
Em anexo algumas fotos e as declarações de recebimento dos mesm...os.
Que Zâmby (Pai Criador de Tudo e de Todos) e Pai Oxalá (Nosso Senhor Jesus Cristo) os abençoe!
Saravá fraterno!
 
 



 
 
 muito axé pra vc irmão e Pai Evandro Fernandes


domingo, 16 de novembro de 2014

2º Dia da Umbanda em Limeira Casa de Pai Joaquim D´Angola e Exú Tiriri (TUPJAET) - Pai Evandro e Mãe Zilda

Casa de Pai Joaquim D´Angola e Exú Tiriri (TUPJAET) - Pai Evandro e Mãe Zilda. 
Agradecimento à todos os que nos apoiaram e participaram desse momento tão especial:
Pai José Octavio N. Passos - Fraternidade Socorrista Mãe Iemanjá e Baiano Zeferino - URUZOGSP - São Paulo/SP;
Mãe Dirceia Fernandes - Templo de Umbanda Vovó Catarina e Baiano Zé do Côco - Carapicuiba/SP
Pai Tadeu Ricardo - Centro de Umbanda Anjos da Caridade - Nova Odessa/SP;
Pai Eli Borsetti - Organização Religiosa Fraternal Boa Esperança - Americana/SP;
Mãe Gisele Ferreira e Pai Leandro de Ogum - Templo Umbandista Luz de Iemanjá - Santa Bárbara D´Oeste/SP;
Mãe Marissol Nascimento - Federação de Umbanda e Candomblé Mãe Senhora Aparecida - Piracicaba/SP;
Pai Adilson Ramos e Mãe Christiane - Tenda de Caridade Caboclo do Sol e Caboclo Pedra Azul - Americana/SP;
Mãe Nesilda e Pai André - Tenda de Umbanda Chico Feiticeiro e Mané Baiano - Limeira/SP;
Mãe Rosi - Casa Iansã e Sultão das Matas - Limeira/SP;
Pai Fernando - Ilê de Oxaguiã e Caboclo Pena Branca - Limeira/SP;
Pai Nagô de Jurema e Mãe Michele de Iansã - Tenda do Caboclo Reis Malunguinho e Mestre José dos Anjos - Limeira/SP;
Mãe Branca Juremeira - Centro Espírita Mestre José de Santana e Caboclo Pena Branca - Limeira/SP;
Jose Carlos Pazelli Junior - Tenda de Umbanda Caboclo Terra Roxa - Limeira/SP;
Augustinho Aparecido Martins - Casa de Caridade Mãe Maria Conga - Limeira/SP;
Ana Rosa Cordeiro Barbosa - Casa de Pai Meu - Limeira/SP
Djalma Antonio dos Santos - CONEPIR - Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Piracicaba 
- Piracicaba/SP;
Jose Benedito de Barros - Ieg Limeira e Movimento Ginga - Limeira/SP;
Mestre Paçoca - Capoeira IUNA - Limeira/SP;























Palestra no SINCENAT/Natal/RN " desconstrução do olhar negativo sobre as Religiões de Matriz Africana" 14/11/2014

Palestra no Sinsenat
Cumprindo os compromissos da Programação da Consciência Negra.
Babalorixá Melquisedec C. Rocha.



quarta-feira, 12 de novembro de 2014

EXÚ NA UMBANDA



Exu – por ele mesmo
Pergunta: O que podemos compreender pelo termo Exu? Verificamos ainda muita confusão em meio a real ação destes espíritos, poderia nos explicar?
Sete: Ainda encontramos na roupagem de carne muita gente sendo “porta voz de morto” filho, criando suas próprias verdades que nem sempre estão pautadas no bom senso! Criam ritos, rituais, iniciações e muitos códigos secretos quando na realidade a simplicidade e objetividade dos trabalhos desenvolvidos pelos espíritos é mais simples do que possamos imaginar, assim se dá com Exu também.
Temos duas qualidades do termo Exu.
1.Como força da natureza, ligada a energia de Orixá, onde existem as energias oriundas do polo negativo desta força e tome cuidado para não interpretar negativo como propagador do mal, mas somente como uma polaridade.
2.Como entidade atuande, onde existem as chamadas falanges ou para ficar mais claro a compreensão “grupos de trabalho” onde cada grupo tem uma função na criação ligada a força manifestadora da natureza ou “Orixá Exu”.
Os Exus, atuam na organização do plano negativo, onde se reunem seres que se afinizam pelo padrão vibratório denso que criaram em suas vidas e após o seu desencarne, são atraídos pela sintonia vibratória que criaram em torno de si.
Nestas localidade chamadas de Umbral, trevas , vales sombrios e demais alegorias que cada cultura denomina se encontram espíritos que estão comprometidos com suas consciências e a função da entidade Exu nestes locais é manter a ordem e promover o equilibrio energético dos mesmos, através de várias ações, uma delas e dando a segurança para que equipes socorristas possam atuar nestes campos para promover o resgate e o encaminhamento destes espíritos.
Associado as casas espiritualistas e espiritas, Umbandistas e demais casas afros brasileiras, encontramos a figura de Exu como o que vela pela segurança energética destes locais, formando campos de forças que atuam dentro de uma determinada frequência vibratória para que as atividades internas corram na mais plena harmonia.
Infelizmente ainda notamos muito “teatro” praticado nestes locais onde se prega mais ilusão do que verdade na tarefa desenvolvida por Exu.
Médiuns despreparados e movidos pelo animismo doentio de suas mentes despreparadas para o mediunato, criam a imagem de Exu ligada ao “mito”, distribuindo ebós, despachos e pregando a ilusão na imagem daquele que serve somente a lei e a justiça.
Tais atos vale lembrar filho abrem portas para a ilusão que atraí os chamados “quiumbas” espíritos de uma classe extremamente leviana ques e utilizam destes médiuns para criar os cenários doentios que ainda hoje presenciamos em algumas casas, acabando no despacho da encruzilhada, local este totalmente despreparado no meio urbano para tal atividade dita “espiritual”
Exus é o sentinela, o guardião ou ainda aquele que defende, o nome pouco importa, mas o que vale é saibamos compreender qual a finalidade que o mesmo desenvolve.
Os excessos como bebidas, velas pretas, ebós se perderam na ilusão popular, onde o fator de força esta na natureza que acaba sendo a mais prejudicada com tudo isso.
Atos como palavrões, leviandade e desrepeito para com o consulente estão mais ligados ao médium que traduz aquilo que leva dentro de si do que da personalidade de um Exu.
Exus são servidores da luz que atuam dentro das trevas que são criadas pelos próprios viventes.
Se faz necessário que os cultos se espiritualizem e que o fator energético além de estudado seja práticado, não se dando espaço somente para o elemento material que na maioria das vezes serve mais de muleta psiquica.

Com muito axé a todos!
Sete
Canalizado por GÉRO MAITA